top of page

A greve de Hollywood pode receber apoio dos Profissionais de Games

Atualizado: 21 de set. de 2023

A greve que assola Hollywood pode estar prestes a ganhar reforços inesperados, vindos da indústria de videogames. Na última sexta-feira (1), o SAG-AFTRA, o sindicato que representa personalidades do cinema e TV, convocou os atores de jogos para votarem a favor de uma greve no setor.


Fran Drescher, presidente do SAG-AFTRA, fez um pronunciamento exigindo um aumento salarial de 11% para os atores de jogos, atendimento médico local para captura de movimentos de alto risco e garantias contra o uso de inteligência artificial (IA) em detrimento dos atores (via Axios). Empresas de renome na indústria de games, como Activision, Disney, EA, Insomniac, Take-Two Interactive e Warner Bros. Games, já estão em negociações com o sindicato.


No entanto, ainda não está claro se os atores de jogos irão aderir à greve. A votação para a paralisação no setor está prevista para ocorrer até o dia 25 de setembro, de acordo com Drescher.


Drescher enfatizou em sua convocação na sexta-feira: "Mais uma vez enfrentamos a ganância e desrespeito dos empregadores. Mais uma vez a inteligência artificial coloca nossos membros em risco de redução de oportunidades de trabalho."


Diferentemente dos grandes estúdios de Hollywood, a indústria de jogos parece mais disposta a encontrar um acordo até o momento. Audrey Cooling, representante dos produtores de jogos que participa das negociações, afirmou ao Axios: "Todos queremos um contrato justo que reflita as importantes contribuições dos atores do SAG-AFTRA em uma indústria que entrega entretenimento de ponta para bilhões de jogadores ao redor do globo."


Em Hollywood, a greve começou em maio com os roteiristas da Writers Guild of America e posteriormente contou com o apoio dos atores de cinema e TV a partir de julho, resultando em uma paralisação mais ampla no setor. No entanto, ao contrário de Hollywood, uma possível greve na indústria de games teria impactos menos previsíveis, já que não impediria a maioria das etapas do desenvolvimento de jogos, como destacado pelo Axios. A situação continua a evoluir, e os fãs e profissionais de ambos os setores aguardam com expectativa os desdobramentos dessas negociações.

1 visualização0 comentário

Comments


bottom of page