top of page

Basil Iwanyk comenta sobre o desgaste físico e emocional de Keanu Reeves na franquia "John Wick"'.

A chocante reviravolta no destino de John Wick em "Baba Yaga" certamente pegou muitos fãs de surpresa, mas não o produtor da franquia, Basil Iwanyk. Ele estava ciente do desgaste físico que o personagem causava ao ator Keanu Reeves e entendeu quando o astro expressou o desejo de encerrar a jornada do lendário assassino.


"Fazer esses filmes é tão exaustivo, destrói o Keanu física e emocionalmente", explicou Iwanyk em entrevista ao Collider. "No final, ele sempre dizia 'não posso fazer isso de novo', e nós concordávamos. [Dessa vez], ele disse 'eu definitivamente quero morrer no final desse filme'. E a gente respondeu 'sabe, vamos deixar uns 10% em aberto'."


A estratégia se mostrou inteligente, uma vez que Reeves já está envolvido no quinto filme da série. Na realidade, tanto ele quanto o diretor Chad Stahelski já estão discutindo ideias para futuras sequências de ação.


A saga de John Wick continuará, não apenas com o quinto filme, mas também com derivados como a minissérie "O Continental", agendada para estrear em 22 de setembro no Prime Video, e o filme "Ballerina", programado para junho de 2024 nos cinemas. A continuidade da franquia não é surpreendente, considerando o sucesso de público e crítica que os filmes alcançaram desde o lançamento do primeiro em 2014. Juntos, os quatro longas já arrecadaram mais de US$ 1 bilhão nas bilheterias mundiais.


0 visualização0 comentário

Comments


bottom of page