top of page

Mudanças na liderança: Bobby Kotick deixa a Activision Blizzard.

A notícia da saída de Bobby Kotick da Activision Blizzard finalmente se concretiza, marcando o fim de uma era na indústria de games. A transição de liderança, resultado da aquisição pela Microsoft, foi confirmada em um comunicado interno nesta sexta-feira (13).


O CEO controverso ocupará o cargo até o final de 2023, durante o qual reportará diretamente ao chefe da Xbox, Phil Spencer. Kotick, em sua mensagem aos funcionários, destacou seu compromisso com uma transição suave e expressou entusiasmo em trabalhar com Spencer para integrar as equipes e atender aos jogadores.


Robert Kotick assumiu a posição de CEO da Activision há mais de três décadas, em 1991, e desde então liderou a fusão com a Vivendi Games em 2008, tornando-se o líder do maior conglomerado de jogos. No entanto, sua gestão foi marcada por diversos escândalos, desde a violação dos direitos trabalhistas até as acusações de assédio sexual e toxicidade que abalaram a empresa em 2021.


Apesar da controvérsia, Kotick foi surpreendentemente reeleito em 2022 com uma aprovação de 91% dos acionistas. A posição inicial da Microsoft previa a manutenção de Kotick no cargo após a compra, conforme anunciado em janeiro de 2022. Com a conclusão da aquisição, a promessa da Microsoft se cumpre, embora com um prazo de validade mais curto do que inicialmente imaginado.


A saída de Bobby Kotick marca um momento significativo na trajetória da Activision Blizzard e levanta expectativas sobre os rumos futuros da empresa sob a nova gestão da Microsoft.

0 visualização0 comentário

Comments


bottom of page