top of page

SAG-AFTRA vota a favor da greve no setor de Games.

O SAG-AFTRA, sindicato dos atores de cinema e televisão, aprovou com uma esmagadora maioria de 98,32% dos votos a favor de uma possível greve no setor de games. Essa decisão, no entanto, não significa que a paralisação imediata está em vigor.


As negociações entre o sindicato e os principais estúdios de jogos, como Activision, EA, Epic Games, Insomniac, Take-Two e Warner Bros., continuarão até quinta-feira (28). Após esse período, o SAG anunciará se convocará ou não a greve.


De acordo com o comunicado divulgado pelo SAG-AFTRA, as negociações em curso desde 2022 não foram bem-sucedidas. As empresas não ofereceram condições aceitáveis para questões críticas, incluindo remunerações que acompanhem a inflação, proteções contra o uso abusivo de inteligência artificial e precauções básicas de segurança.


Ray Rodriguez, chefe das negociações de contrato do sindicato, destacou que, devido ao uso abusivo da IA e salários defasados, os profissionais que trabalham na indústria de jogos enfrentam desafios semelhantes aos da indústria de cinema e televisão.


O SAG-AFTRA enfatiza três demandas essenciais para o setor de games: proteções relacionadas ao consentimento, transparência e compensação para o uso de IA; aumentos salariais que reflitam a inflação; e segurança para atores de captura de movimentos, bem como medidas de proteção para dubladores.

0 visualização0 comentário

Commentaires


bottom of page